Comentários recentes

Votação

Em que estado comprou a sua moto?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

10 motos económicas para 2016

As motos podem ser uma verdadeira paixão. Práticas de estacionar e de conduzir são também económicas quando escolhidas criteriosamente. A seguir vamos ficar a conhecer 10 motos económicas para 2016 e saber um pouco mais sobre cada uma delas.

1. Honda CG 160

Neste novo modelo da Honda a potência passou de 14,3 cavalos para 15,1 cavalos e o torque subiu de 1,45 Kgfm para 1,54. O motor de 1 cilindro está conforme as novas regras de emissão de gases poluentes e o novo tanque apresenta um aspeto mais desportivo do que em modelos anteriores da mesma marca. Tem 5 marchas e pesa 118 kg (FAN) e 121 kg (TITAN)

Cilindrada: 162,7 cc.
Preço: Honda CG 160 Fan- 2.011 euros/8.165 reais.
Honda CG 160 Titan- 2.338 euros/9.492 reais.
Consumo: Apresenta um consumo de gasolina de 35km/l e de28 km/l de etanol.
Outras curiosidades: A CG 160 surgiu como substituta da popular campeã de vendas CG 150 e distinguiu-se pelo novo motor e pela maior cilindrada, o que permitiu à moto alcançar melhores performances. 

2. Honda Biz 2016

Esta moto consegue uma excelente relação entre qualidade, custo e benefício e veio confirmar a razão pela qual esta marca está entre as preferidas dos consumidores. O seu preço é acessível, o impacto visual é moderno e agradável e os consumos são muito económicos.

Cilindrada: Entre 100 a125 cc.
Preço: Os preços, as versões e as cores da Honda BIZ 2016 estão divididos em três modelos:

  1. Biz 100 (vermelho, preto e branco) - 1.471 euros/5.972 reais.
  2. Biz 125 ES (preto-fosco, prata-metálico e vermelho) - 1.774 euros/7.202 reais.
  3. Biz 125 EX (preto-fosco, vermelho- metálico e branco-pérola) - 1.999 euros/8.116 reais.

Consumo: Apresenta um consumo muito vantajoso de 39,5 km/l.
Outras curiosidades: A marca Honda é uma das marcas mais vendidas no mercado de veículos de duas rodas e oferece tecnologia Flexone (possibilidade de escolha entre abastecimento a gasolina ou a etanol).

3. Suzuki Yes

É uma moto muito completa e com bom rendimento na estrada, pois satisfaz todas as necessidades dos seus utilizadores a troco de um preço bem acessível. Dispõe de motor a 4 tempos, 1 cilindro, 2 válvulas, OHC e refrigeração a ar. Além disso apresenta cárter húmido, sistema de partida elétrico e ignição eletrónica. O painel apresenta indicador de marcha, marcador de nível de combustível, hodómetros totais e parcial.

Cilindrada: 125 cc.
Preço: 1.508 euros/6.122 reais.
Consumos: Apresenta uma média de 30 km/l em tráfego urbano.
Outras curiosidades: Este novo modelo da Suzuki torna-se muito interessante para todos os que pretendem adquirir uma moto económica mas com boa qualidade.

4. Yamaha MT-03

Esta moto é semelhante, em alguns aspetos, com a desportiva Yamaha R3 e com a MT-25, mas apresenta algumas características que a tornam numa opção muito vantajosa no mercado das naked de baixa cilindrada.

Cilindrada: 321 cc.
Preço: 5.220,00 euros/21.192 reais.
Consumo: Apresenta uma média de 20 km/l.
Outras curiosidades: É o modelo ideal para motociclistas principiantes que querem comprar uma moto nova e isso deve-se à sua leveza e dimensões compactas. Tem um aspeto dinâmico e versátil que tem vindo a conquistar um cada vez maior mercado entre o público japonês.  

5. Yamaha XTZ 125 2016

Esta moto da Yamaha apresenta um novo design bem como outras características técnicas apetecíveis ao público já acostumado à boa qualidade da marca. Entre essas características encontram-se: partida elétrica, freio a disco, suspensão active monocross, baixo custo na manutenção, roda da frente de 21 polegadas. Em condições favoráveis de ausência de vento, ela é capaz de atingir velocidades na ordem dos 115 km/h.

Cilindrada: 125 cc.
Preço: 2.215 euros/8.993 reais.
Consumo: Tem um consumo aproximado de 33 km/l na estrada.
Outras curiosidades: O prazer de conduzir também está contemplado nesta Yamaha e é conseguido graças a uma maior leveza e melhor conforto na posição de pilotagem. A simplicidade na interpretação do painel de condução é outro dos atrativos e a boa qualidade dos acabamentos é, sem dúvida, outro fator a ter em conta.

6. Factor YBR 125 2016

Moto confortável e muito ágil com um sistema antivibração exclusivo que permite viagens menos trepidantes. O desenho desta moto é moderno com o seu para-lamas dianteiro maior e com vincos mais agudos e tudo foi pensado para garantir o prazer de pilotar. O suporte da garupa está fixo no quadro, tem protetor integral anti queimadura e os acabamentos são de ótima qualidade.

Cilindrada: 125cc.
Preço: 6.490 euros/26.350 reais.
Consumo: Apresenta um consumo de 41,5 km/l e autonomia de 539,5 km.
Outras curiosidades: Este modelo da Yamaha pesa 117 kg e vem equipado com assento em dois níveis para garantir um maior conforto ao piloto e ao passageiro. 

7. Peugeot Vogue 50

Para quem gosta de scooters, este modelo da Peugeot pode ser a escolha perfeita. Com um peso de apenas 50 kg, a Vogue 50 tem painel de instrumentos analógicos e um motor mono cilíndrico a dois tempos e está disponível no mercado em duas cores alternativas: preto ou azul.

Cilindrada: 50, 0 cc.
Preço: 999 euros/4.056 reais.
Consumo: Esta scooter tem consumos mínimos de gasolina que nem sequer estão mencionados nos catálogos de venda e vem equipada com um depósito de 5 litros.
Outras curiosidades: A Peugeot Vogue 50 tem tanto de mítico quanto de moderno, tornando-se na preferida de quem privilegia a praticabilidade à velocidade.

8. KTM 390 Duke

Muito agradável de pilotar e bastante adaptável a qualquer realidade de condução, a KTM 390 Duke apresenta um potente sistema de travagem, 44 cv de potência, 139 kg de peso, fácil de manobrar, pneus Metzeler de liga leve extremamente aderentes em qualquer tipo de solo e muito duráveis e braço oscilante em liga leve.

Cilindrada: 373 cc.
Preço: 5.499 euros/22.326 reais.
Consumo: Apresenta um consumo de 21 km/l.
Outras curiosidades: Trata-se de uma naked aconselhada para quem não quer gastar muito dinheiro mas aprecia velocidade e segurança a um preço justo.

9. Honda CB 125F

Este modelo da Honda surgiu como uma tentativa de ultrapassar a Honda CBF 125 que conquistou toda a Europa durante anos a fio. Com um aspeto visual bastante diferente dos modelos anteriores, esta Honda de 128 kg foi completamente redesenhada e tem um look inovador e arrojado.

Cilindrada: 124, 7 cc.
Preço: 2.590 euros/10.515 reais.
Consumo: Apresenta um consumo combinado 1,9 litros.
Outras curiosidades: A Honda CB 125F é fabricada na China, ao contrário da sua antecessora Honda CB 125F, numa tentativa de conseguir mão-de-obra mais barata alcançando assim um preço mais tentador no mercado.

10. Benelli BN 302

Com 37,5 cv de potência, sistema de arranque elétrico, caixa manual de 6 velocidades, 196 kg de peso, embraiagem manual multi-disco banhada em óleo, jantes em liga de alumínio e pneus Pirelli.

Cilindrada: 300 cc.
Preço: 3.998 Euros/16.231 reais.
Consumo: Apresenta um consumo de 4,4 l/100 km.
Outras curiosidades: A Benelli BN 302 é submetida a rigorosos testes de qualidade e design e encontra-se em excelentes condições para enfrentar a concorrência mais direta.

Motos económicas não são apenas aquelas que apresentam um preço baixo, ou um baixo consumo de combustível. As motos verdadeiramente económicas são as melhores motos, pois conseguem combinar de forma positiva diversos fatores tais como o preço, a segurança, o conforto, a beleza e a economia nos gastos de combustível. Por isso nem sempre as motos mais baratas acabam por ser as mais económicas, e nem sempre os melhores negócios se fazem poupando dinheiro na hora da compra. Dessa forma as motos mais económicas para o ano de 2016 são todas aquelas que equilibram positivamente a balança entre os custos e os benefícios.

Imagens: 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10