Comentários recentes

Votação

Em que estado comprou a sua moto?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

Como cuidar da manutenção de uma moto

Para muitos motociclistas, a manutenção associada à sua máquina coloca algumas questões e, quando não é realizada da melhor forma, pode acarretar graves problemas para o veículo de duas rodas, prejudicando a sua circulação. Saiba como cuidar da manutenção de uma moto e proteja-a de todas as adversidades.

Utilizar água destilada

Por vezes a bateria de uma moto pode necessitar de ver o seu nível de água completado esporadicamente. Neste caso, é necessário desligar a bateria, proceder à sua retirada da moto, observar os limites mínimo e máximo do nível da água e inserir água destilada. Aqui é que está o truque, visto que a utilização de água mineral ou até de água da torneira pode promover a oxidação de placas metálicas presentes na bateria, o que conduz a uma deterioração mais rápida da mesma. Em dias de muito calor e, principalmente, quando o veículo fica estacionado por longos períodos em zonas em que bate o sol, é necessário realizar este procedimento com mais frequência do que a habitual.

Verificar os cabos

É muito importante ir observando as condições dos cabos presentes no veículo e trocá-los assim que estes se mostrem mais desgastados ou menos seguros, pois se um cabo estiver a ficar mais gasto, a constante utilização da moto nessas condições, vai acabar por levar a uma circulação perigosa, uma vez que, a qualquer momento, estes cabos podem soltar-se ou rebentar, podendo provocar acidentes.

Lubrificar a corrente

Quando a chuva é intensa ou quando o terreno é mais arenoso ou empoeirado, a corrente da moto perde, muito facilmente, a sua lubrificação, o que vai aumentar o atrito e fazer com que outros componentes presentes no veículo se desgastem mais facilmente. Para combater estes fenómenos, é importante verificar essa lubrificação e, nos períodos acima referidos, estar especialmente atento e utilizar bastante óleo para esse processo.

Ajustar a corrente

Com o andamento da moto, a corrente vai acabar por ir ganhando alguma folga, o que pode ser muito perigoso, uma vez que pode culminar no desprendimento desta em andamento. Assim, mostra-se de extrema importância verificar as condições desta corrente e, sempre que a folga observada ultrapassar os limites estabelecidos no manual correspondente à moto em causa, deve reajustar-se, apertando-o mais, com o cuidado suficiente para não a apertar em excesso, pois tal pode causar o rompimento da mesma.

Limpar o filtro de ar

O filtro de ar deve ser limpo periodicamente, mas se a moto tiver circulado em locais especialmente poluídos, essa periodicidade deve ser substancialmente aumentada. A limpeza pode ser realizada através da utilização de um detergente neutro. No caso de o filtro de ar ser descartável, é importante verificar e trocar esse mesmo filtro, de forma a tê-lo sempre nas melhores condições.

Calibrar os pneus

Tal como em todos os veículos, é muito importante calibrar os pneus de forma adequada, trocando-os também quando necessário, o que pode não se resumir apenas ao momento em que estes apresentam um grande desgaste. Com a circulação, a aderência do pneu ao piso vai sendo cada vez menor, pelo que é necessário trocar os pneus antes de os mesmos estarem a ser utilizados há 5 anos, pois tal constitui uma espécie de limite que pode conduzir a situações perigosas.

Limpar e lavar a moto

Ter a moto sempre limpa e lavada vai proteger tanto a pintura como os componentes cromados o que, por sua vez, vai fazer com que a mesma tenha uma durabilidade maior. Esta limpeza deve ser levada a cabo utilizando apenas água, detergente neutro ou até sabão, uma vez que outros produtos químicos podem provocar vários danos.