Comentários recentes

Votação

Em que estado comprou a sua moto?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

As principais tarefas de manutenção de uma moto

É um facto que as motos requerem muita manutenção. Elas são distintas dos automóveis porque são muito mais compactas e só possuem duas rodas, pelo que um mero parafuso solto pode significar a diferença entre um passeio agradável de domingo à tarde ou um acidente/fatalidade. Assim, neste artigo, será discutida a rotina de manutenção da motocicleta, permitindo ao proprietário poupar muito dinheiro e garantir que a sua moto está sempre em condições impecáveis de utilização. Conheça 7 tarefas imprescindíveis na manutenção de uma moto.

1. Mantê-la limpa

A limpeza frequente da moto irá garantir que ela permaneça sempre no seu melhor em termos estéticos mas, além disso, o simples ato de lavar com detalhe uma moto pode ajudar a detetar áreas de preocupação. Durante a limpeza, o proprietário pode encontrar componentes que estão soltos ou que precisam de ser substituídos com urgência. Similarmente, ao secar a moto à mão, o proprietário terá a oportunidade de ver as áreas problemáticas.

2. Mudar o óleo

Existem vários aspetos similares entre motos e carros. Elas também precisam de uma mudança de óleo em intervalos regulares para se manterem saudáveis. Os intervalos recomendados são: a cada 3 meses ou a cada 4.000 km - o que ocorrer primeiro. Tem havido muita controvérsia sobre o uso de óleos para motores de automóveis em motocicletas. A BMW, o fabricante alemão internacionalmente reconhecido, especifica expressamente a utilização de um óleo não sintético. Por seu turno, a Motorcycle Consumer News relata que a diferença entre óleos específicos para motos e óleos para automóveis é quase nula. Assim, a melhor aposta é seguir sempre as instruções do fabricante.

3. Verificar a corrente

A tensão da corrente é um fator muito importante numa moto, tal como a sua lubrificação. Muitos proprietários lubrificam as correntes antes de cada passeio e isso é bastante positivo, pois podem inspecionar os elos da corrente e verificar se estão todos funcionais, ao mesmo tempo que têm a oportunidade de examinar a roda dentada e garantir que todos os "dentes” estão em conformidade. É importante utilizar um spray lubrificante na corrente ou despejar um pouco de óleo na engrenagem da corrente. Contudo, é importante não exagerar. A tensão é igualmente fulcral, porque se a corrente estiver muito apertada, ela irá causar desgaste excessivo, tanto da corrente como da roda dentada. Paralelamente, uma corrente que esteja muito solta pode causar um mau desempenho ou uma avaria. Assim, convém verificar a tensão da corrente, no mínimo, a cada 1000 km.

4. Dar amor aos pneus

Inspecionar os pneus e manter a pressão adequada dos mesmos é extremamente importante numa moto. Antes de cada viagem, é preciso fazer uma inspeção exaustiva e procurar por cortes ou abrasões, assim como verificar o desgaste irregular ou pressão imprópria. Simultaneamente, deve-se verificar os raios para ver se algum deles está danificado ou solto. Examinar o aro também não deve ser negligenciado, de modo a garantir que não está amassado ou rachado. No que toca a comprar ferramentas de manutenção de motos, um medidor de pressão de ar de alta qualidade é uma boa aposta.

5. Verificar os cabos

Importa verificar regularmente os cabos e os controlos para garantir um movimento da moto suave e adequado. Caso os cabos se encontrem desgastados, há que substituí-los imediatamente. Um cabo de embraiagem desgastado e que atinja o seu limite pode tornar um belo passeio numa experiência bastante desagradável. Assim, convém lubrificar frequentemente esses cabos de acordo com as instruções do fabricante.

6. Manutenção de hardware

Criar o hábito de verificar regularmente porcas, parafusos e cavilhas de aperto e segurança pode poupar muitas preocupações. Utilizar uma chave de fendas apropriada para garantir que eles estão convenientemente apertados é muito importante.

7. Cuidar da bateria

A bateria de uma moto deve ser verificada a cada troca de óleo. Deve certificar-se de que os eletrólitos estão num nível apropriado e inspecionar se há fendas ou problemas de vibração. Muitos motards gostam de adicionar luzes à moto, tanto para a segurança como para embelezamento. Contudo, é importante manter presente que o sistema de recarga foi projetado para fazer a moto funcionar e não para que ela se torne uma árvore de Natal.