Comentários recentes

Votação

Em que estado comprou a sua moto?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades.

Tipos de motos

Atualmente existem cada vez mais motorizadas e motocicletas (motociclos e ciclomotores) nas estradas, pois há já muito tempo que as motos deixaram de ser vistas como um meio de transporte alternativo ao automóvel. Elas são utilizadas como meio de transporte principal, em lazer ou em competição. Se está interessado em adquirir uma moto, conheça os tipos de motos existentes no mercado, pois assim saberá escolher a mais indicada para si.

Tipos de motos

Existem várias categorias de motorizadas e cada uma tem o seu formato e estilo próprio. Cada categoria é única e incomparável, na medida em que as suas características são inconfundíveis. Os vários tipos de motos que foram construídos visam chegar a toda a população em geral, porém foram desenhados especificamente com o intuito de atingir determinados segmentos de mercado, de forma a retratar ou a implementar um modo de estar e viver a vida. Conheça todos os tipos de motos em seguida:

Motos desportivas

As motos desportivas refletem os gostos dos apreciadores mais jovens e dos que têm preferência pelas altas velocidades. Apresentam um design futurista e revelam a fusão perfeita entre a beleza e a potência. Os motores que constituem estas motos têm mais de 600 cm3 de cilindrada, o que lhes possibilita um arranque poderoso e uma aceleração incrível, chegando a atingir velocidades superiores a 300 km/h (existe um acordo entre as marcas a limitar eletronicamente a velocidade máxima destas motos). Em todo o caso, não deve cometer loucuras, deve ser prudente, conduzir devagar e respeitar sempre os limites de velocidade estipulados pela lei, caso contrário, não se livra de uma multa pesada.
Também é de realçar os discos de travão duplos, os velocímetros e marcadores digitais (óleo, combustível), os quadros fabricados em materiais leves e escapes que proporcionam um ruído desportivo muito agradável. As carenagens têm uma dupla camada, o que proporciona uma maior estabilidade ao condutor.
Uma outra característica muito importante das motos desportivas são os seus pneus largos. Os pneus são de extrema importância no que diz respeito à segurança do condutor na estrada e em cima da moto, pois estabelecem a ligação entre o motociclista e o solo. O facto de serem largos possibilita uma boa área de contacto com o solo, tanto em retas como em curvas.
Por outro lado, os avanços com a posição de condução baixa oferecem uma navegação excelente quando o condutor se encontra na autoestrada, mas não garantem muito conforto ao motociclista nas vias urbanas porque tem de realizar muitas manobras. O espaço do banco traseiro é também muito desconfortável, pois é muito reduzido, daí o motivo de se encontrar maioritariamente motos desportivas monolugares.

Motos custom

As motos custom destinam-se para um público mais tradicional, mas especialmente para todos os adeptos de uma viagem com o máximo conforto. Estas motorizadas são conhecidas pelo seu ângulo de avanço que é muito inclinado para a frente e pela sua robustez. São motos que não atingem grandes velocidades, também não é esse o seu grande objetivo, atingem velocidades normais e apresentam um consumo de combustível médio. Dependendo da cilindrada que apresentam chegam a fazer médias como 20 km por cada litro de combustível. A maioria das peças que constituem esta moto são cromadas e brilhantes e o seu design é um retrato fiel das motos mais antigas.
Nestas motos, o condutor beneficia de uma grande comodidade e bem-estar, pois fica recostado para trás, com os pés para a frente e com as costas apoiadas em encostos muito confortáveis, apelidados de sissy bar. Dentro desta categoria é comum encontrar as Roadsters, que aliam o visual e a posição de condução das motos custom com o alto desempenho das motos desportivas.

Motos chopper

As choppers são mundialmente conhecidas e vão ao encontro de todos os que gostam de personalizar a sua moto. São motos que derivam das custom, com algumas diferenças, nomeadamente na posição do tanque, no ângulo de avanço, no comprimento e na distância entre os eixos. Esta moto tem um estilo muito próprio e é conhecida por retirar tudo que é dispensável numa moto, o que faz com que o seu visual seja muito radical, despido e agressivo. Quando se fala em moto chopper a primeira imagem que vem à cabeça é o banco do condutor que está mesmo em cima do pneu traseiro, a linha dos seus cromados, o seu tanque em forma de gota e um garfo dianteiro enorme. Tem um design muito sofisticado e é uma moto conhecida em todo o mundo. A febre é tanta em redor deste tipo de moto que nos Estados Unidos da América existe um programa de televisão que mostra o dia-a-dia de uma fábrica de choppers, trata-se do American Chopper.

Motos naked

As motos naked (nuas) foram desenvolvidas para uma utilização mais prática e citadina e recolhem uma grande simpatia por parte de todos os amantes das duas rodas. São conhecidas por motos nuas, uma vez que estão desprovidas de carenagens e isso faz com que pareçam despidas. Têm um design desportivo, pois são uma mistura entre as motos de passeio e as motos desportivas e oferecem uma ótima performance na estrada, especialmente em ambientes citadinos. Apresentam faróis redondos, pneus desportivos e uma posição de condução mais deitada para que a realização de manobras seja o mais fácil possível. Nestas motos, o seu grande inconveniente é a falta de proteção contra o vento, que chega a ser “cortante” para os motociclistas.

Motos todo o terreno (TT)

As motos de todo o terreno foram especialmente criadas para todos os que desejam viajar com a sua moto para qualquer lado e em qualquer tipo de piso. São conhecidas como off-road e têm as seguintes variantes: Motocross/supercross, enduro, cross-country, trial, raids e trail.
Apresentam um design rústico e agressivo, sem qualquer tipo de acessório que possa ser danificado quando a moto for utilizada nos montes ou em trilhas. Ostentam motores de 125 a 600 cm3 de cilindrada ou mais, o que permite rápidas acelerações e um enorme poder de arranque.
De uma forma mais particular, destacam-se os pneus, que são do tipo tacos, pois permitem uma melhor condução e tração na terra. As rodas são grandes com o objetivo de transpor determinados obstáculos com uma maior facilidade e a suspensão é mais alta em relação ao solo para que a moto consiga absorver e reter todos os impactos.
Dentro da categoria TT, existem duas subcategorias de motos: as Big Trail e as Motocross.
As Big Trail representam a maioria das motos que participam no Rally Paris-Dakar. São motos desenhadas para todos os que querem fazer grandes viagens (têm um depósito de 40 litros) e, ao mesmo tempo, oferecem a possibilidade de serem utilizadas off-road.
As Motocross são as motos indicadas para a participação em campeonatos de velocidade, saltos em terra ou rally. Dentro desta subcategoria existe uma outra, a Trail. É constituída por motos com motores acima de 600 cm3 de cilindrada e variam entre trechos de alta velocidade em asfalto com trechos de terra e saltos. Foram adaptadas para competições em circuitos e são disso o exemplo máximo as Motards e as Supermotards.

Motos supermotard

As supermotards destinam-se a todos os que procuram emoções fortes no desporto de duas rodas. Estas motos revelam uma nova tendência que está a entrar no mercado, pois o motociclismo desportivo tem vindo a ganhar um espaço de destaque. Cada vez mais existem campeonatos de competição TT e as motos supermotard, também apelidadas de fun bikes ou de super motos são as ideais para enfrentar percursos de asfalto e de terra e até realizar determinados saltos. Estas motos têm um design desportivo e de competição e uma das suas características físicas é o aro das suas rodas, sempre de 17 polegadas.

Motos pocketbikes

As pocketbikes são conhecidas como motos de bolso, uma vez que podem ser transportadas debaixo do braço e destinam-se a todos os amantes das duas rodas, aos que procuram diversão e a todos os colecionadores em geral.
Exibem um design desportivo e competitivo, mas em miniatura. No entanto, apesar do tamanho reduzido apresentam uma alta performance graças aos 13 cavalos de potência. Possuem um tanque de gasolina reduzido e suportam um peso máximo de 110 kg. As pocketbikes têm vindo a ganhar um espaço muito importante junto de toda a comunidade motociclista e as competições desportivas realizadas com as pocketbikes são um fenómeno que atrai milhares de pessoas e as atenções dos meios de comunicação social.

Motos street

As motos street foram criadas especificamente para todas as pessoas que desempenham vários papéis na sociedade, que estão em correria e stress constante. A vantagem principal das motos street não é a sua velocidade, mas sim a sua mobilidade e o conforto que proporcionam. Apresentam um design muito sóbrio e funcional e são as ideais para uma utilização citadina e para enfrentar o trânsito urbano e o congestionamento das vias. A faixa de cilindrada vai de 100 a 1.300 cm3 e a posição de condução é sentada com os pés apoiados nas pedaleiras. O consumo depende sempre da cilindrada, as 500cc apresentam médias impressionantes de 20 km/l.
As motos street, como o próprio nome indica, foram feitas para serem utilizadas na estrada, pois é o local onde elas apresentam um melhor rendimento e condução.

Motos underbone

As underbone são motos muito utilizadas por vários tipos de empresas na realização de entregas urbanas. Apresentam uma facilidade e versatilidade de condução enormes e no trânsito urbano e nas zonas congestionadas pelo tráfego automóvel estas motos são uma mais-valia. Têm um design muito prático e funcional e são de dimensões menores que as street. Estas motos possuem câmbio semiautomático, uma cilindrada abaixo dos 125 cm e apresentam baixos consumos de combustível. Não exigem grandes custos de manutenção e atingem velocidades máximas de 100 km/hora. É, sem dúvida, uma moto económica e de uma utilidade enorme para enfrentar o trânsito caótico das grandes cidades.

Motos scooter

As scooters dispensam apresentações. São motos que foram desenhadas para todos os espíritos jovens e para todos os que desejam fazer uma viagem calma e tranquila. A maioria das scooters possui uma cilindrada de 50 cm3, com motores de dois tempos e mudanças automáticas (CVT). São motos que permitem uma posição de condução sentada e com os pés apoiados no piso da própria moto. Geralmente, as scooters representam um meio de condução excelente, baixos consumos de combustível e não exigem custos de manutenção avultados, o que garante ao motociclista uma forma de poupar muito dinheiro.
Outra característica importante que as scooters apresentam é o compartimento que se encontra por baixo do banco do condutor: o espaço ideal para deixar o capacete quando por exemplo não se encontra em viagem.